Blog

Uma visão espiritual das fobias, do transtorno do pânico, da depressão severa, das dores crônicas etc.

Diferentemente da visão tradicional, a Psicoterapia Reencarnacionista traz um entendimento bem diferente da visão tradicional a respeito das Fobias, do Pânico, da Depressão severa, das dores físicas crônicas etc., de que são doenças, patologias, transtornos, enfim, algo ruim. Esse novo entendimento enxerga esses sintomas como uma tentativa do nosso Espírito de exonerar, "botar para fora", situações traumáticas de outras encarnações, em sua tentativa de limpar-se, de purificar-se e, para isso, necessita libertar-se de tudo o que adquiriu enquanto aqui na Terra, e essas situações, que jazem escondidas dentro do Inconsciente, necessitam ser, então, eliminadas. Os sintomas são ruins, mas a intenção do nosso Espírito é boa, é benéfica, desde que o terapeuta colabore com ele e auxilie os Mentores na abertura do Inconsciente das pessoas para que ocorra essa drenagem, e é isso o que faz a Regressão Terapêutica pelo Método ABPR. As situações traumáticas, as nossas dores do passado, o que precisamos eliminar de dentro do nosso Inconsciente, são escolhidas pelos Seres Espirituais, nós somos seus auxiliares, desde que tenhamos uma verdadeira humildade, um desapego necessário para obedecê-los e uma corajosa submissão para ocuparmos esse lugar.

Os medicamentos para baixar a adrenalina e aumentar a serotonina dão uma falsa sensação de melhora, mas as situações traumáticas permanecem lá dentro do Inconsciente querendo sair, por isso, as pessoas melhoram com os tratamentos químicos mas não sentem-se verdadeiramente bem. Todos nós trazemos traumas, medos, tristezas, dores, em nosso Inconsciente, de outros séculos, e isso está lá dentro, escondido, são “impurezas” que necessitam ser eliminadas para que nosso Espírito vá se “limpando” disso, na sua busca de elevação frequencial. Quando chega o momento de nos libertarmos dessas situações, elas começam a aproximar-se da linha divisória que separa o Inconsciente do Consciente, querendo aflorar, buscando sair lá de dentro, para nos libertarmos delas. A pessoa começa, então, a sentir os sintomas que estão querendo sair, como o medo, a angústia, a tristeza, a solidão, a dor física, e a isso diagnostica-se com o nome de Fobia, Transtorno do Pânico, Depressão severa e, também, é a origem de muitas dores físicas crônicas sem diagnóstico firmado, e sem um tratamento realmente convincente, como a Fibromialgia. Ou seja, chama-se de “doença” uma tentativa de limpeza do nosso Inconsciente e usam-se medicamentos que apenas paliam mas mantém as situações lá dentro, ao invés de abrir um espaço para que elas saiam e tudo possa ser resolvido, geralmente rapidamente, sem medicamentos.

 

As pessoas que sentem esses sintomas estão tendo a oportunidade de poderem, finalmente, libertar-se dessas situações traumáticas, desses medos, dessas angústias, dessas dores, mas para que isso aconteça é necessário que profissionais sérios, competentes e responsáveis, humildes, obedientes e submissos, colaborem nessa abertura do seu Inconsciente e permitam que elas saiam lá de dentro, que sejam exoneradas. As pessoas sofredoras das Fobias, do Pânico, da Depressão severa, das dores crônicas etc., podem aproveitar a oportunidade para libertarem-se dessas situações do seu passado, não com medicamentos químicos caridosos, generosos, mas apenas paliativos, e sim com a exoneração do material psicopatogênico que quer sair. O Espírito quer libertar-se daquilo, nós auxiliamos, somos seus aliados e o ajudamos a fazer essa cura, de uma maneira simples, rápida e maravilhosa, embora ainda superficial pois a Cura Verdadeira é a volta do Filho ao Pai, o retorno à Purificação, pois apenas o Puro fica São. Vamos nos curando das dores físicas e psicológicas advindas da imersão nas ilusões da vida na Terra, até, um dia, nos curarmos realmente, nos reintegrando ao Divino e Nele desaparecendo.

 

         Os psicólogos e os psiquiatras, por não lidarem com a Reencarnação, herança da concepção católica não-reencarnacionista pós-Concílio de Constantinopla, iniciam uma busca, geralmente infrutífera, de onde vêm esses sintomas, na infância ou no passado recente do seu paciente, e o tratamento é constituído de sessões de terapia, de técnicas específicas e de medicamentos químicos, que frequentemente aliviam os sintomas, melhoram a vida das pessoas, mas dificilmente promovem uma cura real. Tudo aquilo continua lá dentro, querendo sair, mas não consegue sozinho, necessita que alguém ajude a abrir a porta do porão para que possam sair. A Fé verdadeira, a entrega de sua vontade à Deus, o religamento verdadeiro através do coração, pode promover isso, mas ainda é inacessível para a maioria das pessoas, então são necessárias as Sessões de Regressão para que seus Mentores façam o que elas poderiam fazer sozinhas.

 

Muitas vezes, os pesadelos são regressões espontâneas mas, no momento crítico da situação, a pessoa acorda sobressaltada, acreditando que foi um sonho ruim, mas não foi, e é o que, muitas vezes, irá aparecer nas sessões de Regressão. Só que aí, a recordação sobrepujará o momento crítico e, no nosso Método, irá estender-se até a recordação da morte na vida passada que foi acessada, a lembrança do desencarne e da subida para o Mundo Espiritual, até percebermos que tudo passou, que todas as ressonâncias daquela encarnação já passaram, o Ponto Ótimo, e aí termina a Regressão, ou surge outra encarnação e repete-se o procedimento.

 

         Então, os sintomas são ruins mas a intenção é boa, e nós colaboramos com essa intenção, abrimos uma frestinha e esse material pode sair lá de dentro. É uma cura de resíduos de outras encarnações, e podemos aproveitar essa atual encarnação para promover essa exoneração ou deixar para alguma outra, quando repetir-se-á a mesma tentativa do nosso Espírito de libertar-se desse material.