Queremos enviar um recado às pessoas que sofrem de alguma Fobia, Transtorno do Pânico, Depressão severa ou dores físicas crônicas, como a fibromialgia, por exemplo. Quando nós divulgamos os benefícios da Investigação do Inconsciente nesses casos, estamos querendo transmitir aquilo que vemos em nossos consultórios, no dia a dia, as melhoras, tanto do ponto de vista dos sintomas como da ansiedade que envolve as pessoas que sofrem desses males e não entendem por que passam por isso, o que é, por que acontecem as crises, de onde vem isso.

Já atendemos centenas de pessoas que nos referem suas crises, suas angústias, sua peregrinação por médicos, psicólogos, Centros Espíritas e Espiritualistas etc., e que obtiveram uma melhora parcial, uma amenização dos seus sintomas ou uma atenuação apenas enquanto tomam a medicação, mas que ressurgem com força ao diminuir a dose ou quando o medicamento começa a não fazer mais efeito. Em cada rosto, em cada voz, na primeira consulta percebe-se um grito, um pedido de socorro, uma ansiedade para livrar-se daquilo. Muitos chegam a dizer que somos a sua última esperança, que já não aguentam mais, são anos e anos, alguns desde criança.

A Investigação do Inconsciente deve ser um procedimento dirigido pelo Mundo Espiritual, e não por nós, e deixamos a cargo dos seus Mentores o que vão acessar, o que seus Mentores entendem que podem acessar, o que está na hora de curar. Mas nos parece que o fato de uma pessoa procurar um procedimento espiritual como esse, já faz com que tenha o merecimento de receber esse benefício, pois a grande maioria das pessoas têm sucesso ou, no mínimo, melhoram muito. O ideal é realizar 5 ou 6 Sessões para encontrar e desligar-se de todas as situações de vidas passadas em que ficaram sintonizadas por terem sido muito traumáticas. Alguns fazem apenas 1 ou 2 Sessões, melhoram, mas abandonam o tratamento e não sabemos se foram curados ou apenas melhoraram. O que sabemos é que, das vidas passadas que foram desligadas, não vêm mais os sintomas (Fobia, Pânico, Depressão, medo, angústia, raiva, tristeza etc.), mas a recomendação é que se façam Sessões até aparecerem vidas passadas “normais”, sem nada de traumático, é um “sinal” do Mundo Espiritual de que não é mais necessário realizarem-se Sessões de Investigação do Inconsciente.

Nós, da Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista, não somos terapeutas de regressão, e sim psicoterapeutas reencarnacionistas que utilizam as Investigações do Inconsciente com duas finalidades:

  1. Ajudar as pessoas com transtornos focais a encontrarem dentro do seu Inconsciente as situações de vidas passadas de onde vêm os seus sintomas e, pela recordação completa (até o Ponto Ótimo) desligarem-se de lá.
  2. Ajudar as pessoas, após as Sessões, quando conversamos sobre o que foi encontrado, a entender o que chamamos de Personalidade Congênita (padrão comportamental repetitivo encarnação após encarnação), que é aAjudar as pessoas, após as Sessões, quando conversamos sobre o que foi encontrado, a entender o que chamamos de Personalidade Congênita (padrão comportamental repetitivo encarnação após encarnação), que é achave para entendermos a nossa proposta de Reforma Íntima (Psicoterapia Reencarnacionista básica). Com as pessoas de ego mais evoluído podemos utilizar a Psicoterapia Reencarnacionista avançada.

Como nas Sessões de Investigação do Inconsciente, as pessoas acessam várias vidas passadas para desligarem-se de todas elas, conseguem recordar como elas eram em suas vidas anteriores, como era a sua personalidade lá, os seus sentimentos, as suas posturas, as suas atitudes, enfim, recordam como eram em seu passado, há séculos. E comparando-se como são hoje, vão entendendo o conceito de Personalidade Congênita, pois o que tinham de inferior, de negativo em suas características nesses séculos passados e que ainda apresentam até hoje, é o que vêm reencarnando para melhorar e é para o que reencarnaram atualmente, dentro dos princípios da Reforma Íntima.

Muitas pessoas ironizam esse procedimento afirmando que todo mundo era rei, era rainha, era nobre, vivia na França... Na verdade, as pessoas acessam vidas passadas em que eram pessoas do povo, camponeses, soldados, donas de casa, marinheiros, padres, freiras, crianças, mendigos, prostitutas etc. Mas para a Psico- terapia Reencarnacionista e sua proposta de nos ajudar a aproveitarmos realmente essa atual encarnação, não importa “o quê” fomos em vidas passadas, e sim “como” fomos, pois aí encontramos características de personalidade e sentimentos, e nos ajuda a nos entendermos melhor hoje, nos situarmos dentro da nossa busca de evolução consciencial e sabermos se estamos aproveitando as nossas encarnações no sentido dessa evolução ou não, ou muito pouco, que é o mais frequente.

Não somos contrários à medicação química para atenuar os sintomas, mas não concordamos que isso seja “o tratamento”. Os psicotrópicos podem ser utilizados por um certo tempo, mas, com os desligamentos das situações causais de uma Fobia, do Transtorno do Pânico, das Depressões severas, das dores físicas crônicas etc., podem ser gradativamente retirados pelo psiquiatra. As pessoas muitas vezes perguntam se podem continuar tomando os medicamentos psicotrópicos enquanto fazem o Tratamento e a resposta é sim. Não atrapalham em nada, e depois dos desligamentos, elas podem conversar com seu psiquiatra e irem retirando gradativamente os remédios até suspenderem definitivamente. Após a alta, recomendamos que, se um dia sentirem algo estranho novamente, um medo, uma ansiedade sem motivo, uma tristeza, uma dor física inexplicável, que retornem para fazermos mais 1 ou 2 Sessões para ver se alguma outra vida passada ativou- se. Algumas vezes, em uma certa idade, uma vida passada entra em atividade e a pessoa começa a viver aqui e lá ao mesmo tempo, sentindo hoje o que sentia naquela época, e tem de ser desligada dela. Ou, então, uma certa situação na vida atual pode ocasionar essa ativação, como encontrar uma pessoa que seu Inconsciente reconhece lá do passado, um trauma, uma viagem, uma doença, um filme etc.